Home Órgão regulador dos EUA diz que Fortnite irá reembolsar pais por compras não intencionais de filhos
Blog

Órgão regulador dos EUA diz que Fortnite irá reembolsar pais por compras não intencionais de filhos

thiagoluizzz

The Tech Report - Português Por Que Confiar em Tech Report Arrow down

O Tech Report é um dos sites de análise de hardware, notícias e tecnologia mais antigos da Internet. Escrevemos guias de tecnologia úteis, fazemos análises imparciais de produtos e trazemos até si as últimas notícias sobre tecnologia e criptografia. Mantemos a independência editorial e não abdicamos da qualidade do conteúdo e da precisão factual.

O órgão regulador dos Estados Unidos determinou que o popular vídeo game Fortnite deve garantir reembolsos de compras não intencionais feitas na empresa. O reembolso é para os pais cujos filhos adquiriram itens virtuais sem o conhecimento ou consentimento deles na empresa de jogos.

Fabricante do Fortnite enfrenta multas e reembolsos de US$ 520 milhões

A Epic Games liderou o sucesso do Fortnite nos últimos cinco anos, apresentando-o como uma potência dos vídeo games. Esses reembolsos fazem parte do acordo judicial que os reguladores firmaram com a fabricante do jogo, a Epic Games, em relação a dois processos contra a empresa.

No dia 18 de setembro, a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC) anunciou que a Epic Games pagaria uma taxa de penalidade no valor de US$ 520 milhões. A taxa também inclui reembolsos para a solução de várias reclamações relacionadas à privacidade de crianças e às opções de pagamento da empresa que enganam os jogadores a fazer compras não intencionais.

Além de tudo, conforme os detalhes do regulador, espera-se que a Epic Games pague US$275 milhões como multa por supostamente violar padrões operacionais. Acusaram a empresa de coletar os dados pessoais de jogadores do Fortnite com menos de 13 anos sem o consentimento de seus pais.

Isso representa a maior penalidade registrada por violação de uma regra da FTC. Além disso, a penalidade inclui US$245 milhões em reembolsos para os clientes. Os reembolsos compensarão parte dos custos das indesejadas V-Bucks, a moeda do jogo que a empresa induziu os usuários a adquirir.

Em conclusão, o fundo ainda cuidará de itens virtuais como trajes ou caixas de saque de lhamas roxas em formato de desenho animado no jogo. O regulador afirmou que a apresentação de reclamações pelos clientes se encerrará em 17 de janeiro.

A agência americana começou a enviar e-mails de notificação para aproximadamente 37 milhões de pessoas em todo o país. Os e-mails compartilham a elegibilidade potencial dos destinatários para compensação do vídeo game.

A FTC lista plataforma de proteção qualificada contra incidentes futuros

Ademais, a FTC listou os usuários do Fortnite que são elegíveis para reembolsos do vídeo game. Isso inclui usuários que foram cobrados por itens que não desejavam entre janeiro de 2017 e setembro de 2022.

Também estão incluídos os pais cujos filhos utilizaram seus cartões de crédito sem o seu consentimento para fazer compras na plataforma de jogos entre janeiro de 2017 e novembro de 2018.

Os próximos beneficiários são aqueles cujas contas foram bloqueadas após reclamarem com suas empresas de cartão de crédito sobre as cobranças incorretas. Diante dos acontecimentos, a Epic Games fez esforços para fortalecer sua plataforma com salvaguardas adicionais que eliminam compras não intencionais.

Em um comunicado, a Epic observou que as mudanças são:

para garantir que o nosso ecossistema atenda às expectativas dos nossos jogadores e reguladores, o que esperamos que sirva como um guia útil para outros na nossa indústria.

Além disso, a Epic declarou ainda que teve que concordar com o acordo da FTC, pois nenhum desenvolvedor deseja ver um fim abrupto para sua criação em um curto período.

Em suma, eles disseram que o objetivo é:

estar na vanguarda da proteção ao consumidor e proporcionar a melhor experiência para nossos jogadores.

The Tech Report - Editorial ProcessNosso processo editorial

A política editorial do Tech Report é centrada em fornecer conteúdo útil e preciso que ofereça verdadeiro valor aos nossos leitores. Trabalhamos apenas com escritores experientes que possuem conhecimento específico nos tópicos que cobrem, incluindo os últimos desenvolvimentos em tecnologia, privacidade online, criptomoedas, software e muito mais. Nossa política editorial garante que cada tópico seja pesquisado e selecionado por nossos editores internos. Mantemos padrões jornalísticos rigorosos e cada artigo é 100% escrito por autores reais.

Thiagoluizzz

Thiagoluizzz

Thiago Luiz Lapa é jornalista com mais de dez anos de atuação na área da comunicação. Sua especialização concentra-se na produção de conteúdo relacionado à tecnologia e ao mercado financeiro. Paralelamente à carreira jornalística, Thiago é um investidor ativo e grande entusiasta das inúmeras possibilidades e oportunidades oferecidas pelo futuro digital.

A combinação de suas habilidades lhe proporcionam a capacidade de criar conteúdo único, fundamentado em sólidos conhecimentos e vasta experiência, especialmente quando se trata de temas como criptomoedas e tecnologias de ponta. Sua missão é compartilhar informações valiosas e oferecer insights relevantes aos leitores, abordando assuntos que desempenham um papel significativo na constante transformação de nosso mundo.