Home OpenAI está prestes a gerar mais de US$ 1 bilhão em receita em um ano
Notícias

OpenAI está prestes a gerar mais de US$ 1 bilhão em receita em um ano

Daniele Savietto
Imagem – Unsplash

A OpenAI, uma empresa de pesquisa em inteligência artificial (IA) sediada nos Estados Unidos, está pronta para gerar uma receita explosiva nos próximos 12 meses.

Assim, de maneira notável, o atual frenesi da IA aumentou a capacidade de geração de receita da Microsoft. A empresa agora está fazendo um adicional de US$ 52 milhões a cada mês em relação à receita gerada no ano passado. Isso representa um aumento impressionante de 185% por mês.

ChatGPT contribui para a previsão de receita superior a US$ 1 bilhão da OpenAI

A OpenAI é o laboratório de pesquisa em tecnologia de IA de ponta que é proprietário do ChatGPT. Um relatório da Bloomberg em 30 de agosto revelou que a empresa está prestes a gerar mais de US$ 1 bilhão em receita em 12 meses.

A impressionante previsão de receita baseia-se nas vendas da empresa e na capacidade de computação e software de IA para desenvolvedores e empresas. Além disso, as expectativas eram de que, apenas o ChatGPT, iria gerar uma receita de US$ 200 milhões no ano de 2023.

O ChatGPT é um chatbot alimentado por IA com capacidade para gerar poemas e prosa por conta própria, além de responder a perguntas em diversos setores. Assim, sua funcionalidade atraiu a atenção considerável de investidores no Vale do Silício, já que eles enxergam o potencial do ChatGPT para crescimento notável na indústria de tecnologia.

Entretanto, o ChatGPT não é a única fonte de receita para a OpenAI. Relatórios mostram que o laboratório de IA também obtém dinheiro por meio de parcerias e da venda de acesso à API para empresas e desenvolvedores de seus modelos de IA.

Além disso, um dos acordos de parceria, feito com a Microsoft, rendeu à empresa mais de US$ 10 bilhões em janeiro de 2023. Dessa forma, a Microsoft se beneficiou com o sucesso da IA, já que a empresa de tecnologia gerou apenas US$ 28 milhões em receita no ano anterior. Porém, com a ajuda da IA, a empresa passou a alcançar uma renda mensal de US$ 80 milhões.

Autoridades britânicas alertam organizações sobre os riscos cibernéticos da IA

Apesar de seus benefícios em aumentar a receita para a maioria das empresas, a tecnologia de IA apresenta alguns riscos para a humanidade. Relatórios revelam que autoridades britânicas alertaram várias organizações e empresas sobre o risco de integrar chatbots gerativos de IA em seus sistemas.

Dessa forma, as autoridades observaram que pesquisas recentes comprovaram que chatbots podem ser enganados para exibir ações prejudiciais, apontando o dedo para os Modelos de Linguagem (LLMs) e produtos de software na fase beta.

Após o surgimento da IA, a maioria das empresas utiliza a tecnologia para desenvolver chatbots visando uma comunicação aprimorada entre empresas e clientes.

Além disso, a tecnologia de IA é usada para obter resultados de busca na internet e realizar outras tarefas. Isso tem contribuído para aumentar a visibilidade e adoção da IA.

De acordo com relatos, o Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC) do Reino Unido compartilhou que há um alto risco na integração desses modelos de linguagem em sistemas empresariais ou organizacionais.

O relatório surgiu após alguns pesquisadores e acadêmicos explorarem a vulnerabilidade no ecossistema de Inteligência Artificial. O NCSC observou que esses pesquisadores sempre interromperam os processos normais dos chatbots manipulando-os com comandos corrompidos.

Capitalizando isso, o NCSC adverte rigorosamente que organizações e empresas devem ter cautela ao integrar LLMs e produtos semelhantes em elementos importantes de seus sistemas.

Além disso, as empresas não devem dar à IA a capacidade de executar transações em nome dos clientes.

The Tech Report - Editorial ProcessNosso processo editorial

A política editorial do Tech Report é centrada em fornecer conteúdo útil e preciso que ofereça verdadeiro valor aos nossos leitores. Trabalhamos apenas com escritores experientes que possuem conhecimento específico nos tópicos que cobrem, incluindo os últimos desenvolvimentos em tecnologia, privacidade online, criptomoedas, software e muito mais. Nossa política editorial garante que cada tópico seja pesquisado e selecionado por nossos editores internos. Mantemos padrões jornalísticos rigorosos e cada artigo é 100% escrito por autores reais.

Daniele Savietto

Daniele Savietto

Daniele Savietto é especialista em tecnopolíticas e sistemas de desinformação, com profundo entendimento da indústria de criptomoedas e mídia digital.

Graduada em Comunicação, possui mestrado em Jornalismo e pós-graduação em Comunicação e Mídia. Atualmente está cursando doutorado e sua pesquisa possui como foco as relações midiáticas.

Além de ter sido um investidor ativo, Daniele traz consigo anos de experiência. Apaixonada pelo papel transformador que a tecnologia pode ter na sociedade, suas habilidades de pesquisa e escrita destacam-no como um especialista na área, fornecendo informações detalhadas e bem fundamentadas sobre as últimas novidades no mundo da criptomoeda, cibersegurança e muito mais!